sexta-feira, 16 de abril de 2010

Sócrates e o seu "pá!"

Hoje ocorreu mais um debate quinzenal na Assembleia da República portuguesa e como de costume, virou mais uma vez num autêntico circo (vídeo em baixo), desta vez o protagonista é o nosso primeiro ministro, José Sócrates.
As cenas ocorridas durante este debate estão a ter um grande destaque na blogosfera e em todos noticiários. Já são normais as conversas azedas entre Francisco Louçã e José Sócrates mas hoje atingiu proporções maiores, onde o nosso primeiro diz «"Manso" é a tua tia pá!». Na linguagem mais brejeira, esta expressão significa que a pessoa a quem é dirigida, terá sido traída pelo seu correspondente e esta é a razão pela qual os meios de comunicação social têm criticado o acto de Sócrates. No entanto eu compreendo perfeitamente a frase do primeiro ministro, ele apenas quis referir aos seus ministros que uma tia das tias de Louçã tem como nome Manso (coisa desconhecida pelos meios de comunicação), qualquer coisa como Maria Francisca Manso. Esta é a razão para a expressão que hoje ficou famosa. Na minha opinião, a única razão pela qual recrimino José Sócrates é o final da fala, pois terminou com um "pá!", onomatopeia que não se apropria para o cargo de tão grande responsabilidade que este representa. Esta situação já não é a primeira ocasião onde o primeiro pronuncia tal onomatopeia, já a tinha referido aquando da assinatura do Tratado de Lisboa, na célebre frase "porreiro pá!".
Por tudo isto, deixem o íntegro e civilizado José Sócrates trabalhar e preocupem-se com a evolução do país seguindo o grande PEC (programa de estabilidade e crescimento) e vamos ficar à espera da próxima aparição do José Sócrates e o seu "pá!", esperando ansiosamente pela conclusão da trilogia dos pás!


video

Sem comentários:

Enviar um comentário